terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Dendê Fruto - Fotos

DENDÊ (Elaeis guineensis)

Trazida por escravos africanos ao Brasil no Séc. XVII. 
O fruto produz óleo da polpa ou mesocarpo (óleo de palma) e o óleo da
amêndoa (óleo de palmiste), láurico. 
Os cachos rendem 22% de óleo de palma e 2% de óleo de palmiste.
O óleo de palma contém 40% de estearina e 60% de oleína.
A oleína é usada em frituras e resiste a altas temperaturas.
A estearina encontra uso como gordura industrial para biscoitos, sorvetes
e margarinas. Substitui o sebo em sabões e sabonetes (menor preço e maior
uniformidade).
Outros produtos: ácidos graxos e glicerinas emulsificantes e umectantes,
lubrificantes, cosméticos, explosivos.
O óleo de palmiste encontra uso na indústria saboeira, oleoquímica, e
produz CBS (Cocoa Butter Substitute), substitui o óleo de mamona como
lubrificante para a metalurgia e aviação, por ser mais denso e mais saturado.
O óleo de palma tem boa estabilidade, não incandesce a 400ºC, pode ser
usado na laminação de chapas de aço (folha de Flandres), na fabricação de
placas chumbadas por imersão quente e na proteção oxidante de chapas
estanhadas. Indústria siderúrgica e de lubrificantes consomem 5 mil
toneladas/ano. 

Fonte - GRÃOS E ÓLEOS VEGETAIS: MATÉRIAS PRIMAS
Texto compilado pela Profª. Marisa Regitano d'Arce para as disciplinas LAN2444 Tecnologia de
Produtoa Agropecuários II e LAN 1060 Introdução à Tecnologia de Alimentos
http://www.esalq.usp.br/departamentos/lan/pdf/materiasoleaginosas.pdf













Fotos - Eduardo Gazal